• Nathan França

Nosso Rei


Catecismo Maior de Westminster – Pergunta 45: Como Cristo exerce as funções de rei? Resposta: Cristo exerce as funções de rei, chamando do mundo um povo para si, dando-lhe oficiais, leis e disciplinas, para visivelmente o governar; dando a graça salvadora aos seus eleitos recompensado a obediência deles e corrigindo-os por causa dos seus pecados; preservando-os e sustentando-os em todas as suas tentações e sofrimentos; restringindo e vencendo todos os seus inimigos; e, poderosamente, dirigindo todas as coisas para a sua glória e para o bem do seu povo; e também castigando os que não conhecem a Deus nem obedecem ao Evangelho (Gn 49.10; Jo 15.14; At 5.31; Ap 22.12; Ap 3.19; 1Co 15.25; Rm 14.11; Sl 2.9; Zc 6.13).

Algumas pessoas, se perguntadas sobre o que Jesus representa para elas, respondem: “Ele é tudo para mim!”. “Tudo o quê?”, alguém poderia interpelar. “Tudo é tudo, ué!”.


Creio que a maioria de nós está ou já esteve sob alguma autoridade, ou como filho, ou como aluno, ou como empregado. Nessa relação de subordinação, inevitavelmente conhecemos aquele que está sobre nós e formamos opinião a seu respeito. Tomo esses exemplos (a relação entre pai e filho, aluno e professor, empregado e patrão) por serem comuns a todas as pessoas. Todos nós sabemos descrever o caráter das pessoas que estão de alguma forma exercendo autoridade sobre nossas vidas.


Por exemplo, seria normal um filho não saber dizer nada a respeito dos seus pais, que exercem autoridade sobre sua vida? Seria normal um aluno não saber dizer nada a respeito dos seus professores, que continuamente lhe ensinam e lhe exigem tarefas? Seria normal um empregado não saber dizer nada a respeito de um chefe que diariamente o fiscaliza e lhe demanda compromissos profissionais? Certamente não é normal.


Dizendo a mesma coisa de outra forma, nós naturalmente formamos opinião sobre todas as pessoas com quem nos relacionamos, especialmente aquelas que exercem alguma autoridade sobre nós. Por isso, é difícil conceber a possibilidade de um verdadeiro cristão não saber dizer nada a respeito de Cristo, que geralmente é tido como Senhor e Salvador. Jesus não apenas é Salvador. Ele é também Senhor. E, se ele é nosso Senhor e reina sobre nossas vidas, como não saberemos dizer nada a seu respeito?


A Bíblia nos revela quem é e o que fez o Senhor Jesus. Dentre tantas maneiras que a Escritura Sagrada descreve a pessoa e a obra de Cristo, temos visto através das perguntas 43, 44 e 45 do Catecismo Maior de Westminster que a Bíblia o descreve como Profeta, Sacerdote e Rei.


E por que ele é “tudo” isso? Vamos começar do começo: Adão foi criado tendo conhecimento e entendimento da verdade (próprio de um profeta), sendo justo e santo (próprio de um sacerdote) e tendo domínio sobre a criação inferior (próprio de um rei). Ao cair em pecado, todas essas coisas foram afetadas. Ele e toda a humidade herdaram ignorância e cegueira (por isso precisamos de um Profeta); injustiça, culpa e corrupção moral (por isso precisamos de um Sacerdote); e enfermidade, morte e destruição (por isso precisamos de um Rei). Cristo veio trazer solução definitiva e completa para nossos problemas fundamentais. Por isso a Bíblia o descreve como tendo esses três ofícios.


Nessa crise política, e pode-se dizer, crise de autoridade, em que nosso país está constantemente inserido, mais e mais precisamos nos lembrar que Jesus é o Nosso Rei.


A Bíblia nos ensina que Jesus, como Rei, exerce o Seu poder e autoridade sobre tudo e sobre todos. Atualmente, o Seu governo é invisível do ponto de vista geográfico-socio-econômico. Sua atuação soberana é indireta tanto na vida do cristão quanto no mundo. Porém, em sua segunda vinda, a expressão do seu reinado será visível a todos, quando então se manifestará a todo olho a perfeita união entre seu ofício sacerdotal (como Salvador) e seu ofício real (como Senhor) (Leia Zacarias 6.13).


Diante de tanta revelação bíblica sobre Jesus, será que não conseguir exprimir o que se crê e se pensa a respeito dele é algo aceitável para um cristão? Você saberia dizer o que Jesus representa para você?


Nathan F. França

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 Todos direitos reservados. Desenvolvido por Nathan França.