• Nathan França

O Mediador


Catecismo Maior de Westminster – Pergunta 36: Quem é o Mediador do pacto da graça? Resposta: O único Mediador do pacto da graça é o Senhor Jesus Cristo, que sendo o eterno Filho de Deus, da mesma substância e igual ao Pai, no cumprimento do tempo fez-se homem, e assim foi e continua a ser Deus e homem em duas naturezas perfeitas e distintas, e uma só pessoa para sempre (Jo 14.16; 1Tm 2.5; Jo 1.1; Jo 10.30; Fp 2.6; Gl 4.4; Lc 1.35; Rm 9.5; Cl 2.9; Cl 2.9; Hb 13.8).

Vivemos num mundo caído porque estamos sob a maldição do primeiro pacto, cujo mediador foi Adão. Ele caiu em pecado e, sendo nosso representante, nos levou consigo para um estado de morte e condenação. A graça, porém, superabundou onde abundou o pecado, pois Deus enviou seu Filho para ser o Mediador perfeito que Adão não foi.


Jesus Cristo, o Filho de Deus, como nosso representante, obedeceu perfeitamente à lei de Deus e cumpriu todas as penas que deveriam ser aplicadas aos pecadores. Por meio dele, temos os benefícios de uma nova aliança — ou, um novo pacto.


Esse novo Mediador só comunica graça e bênçãos espirituais. Por meio dele recebemos o perdão dos pecados, a adoção como filhos de Deus, a santificação, a vida eterna e as gloriosas promessas futuras.


Que grande privilégio ter Jesus como o novo e vivo caminho que nos leva ao Pai. Os que tentam ir por outro caminho ou tentam ir sozinhos, não chegam. A mera tentativa e esforço pessoal não serão recompensados. Ele é o único caminho, o único Mediador. Ele é Jesus, o Salvador. Ele é o Cristo, o Ungido de Deus. Ele tem o nome que está acima de todo nome. Ele é aquele diante de quem todos um dia estarão de joelhos e reconhecerão que somente ele é digno da nossa confiança.


Nathan F. França

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo