• Nathan França

Jamais abandonemos o primeiro amor


Conheço as tuas obras, tanto o teu labor como a tua perseverança […]. Tenho, porém, contra ti que abandonaste o teu primeiro amor (Ap 2.2,4).

Trabalho duro e perseverança são qualidades fundamentais que todos devem ter para obter sucesso em qualquer área da vida. No que diz respeito à vida cristã não é diferente. Somos chamados a trabalhar duro pela causa do reino de Deus e pela nossa santificação, com perseverança, até o fim. Não há aposentadoria cristã! Ninguém se ocupa dessas tarefas até certa idade ou fase da vida e depois fica desobrigado do serviço.


Deus nos chama ao trabalho dedicado em sua obra. Ele quer nos ver servindo o tempo todo, todo dia, à nossa família, aos nossos irmãos e ao mundo, em seu nome, para sua glória. Devemos descansar, sim! Mas até mesmo nosso descanso deve ser um descanso produtivo e criativo, o suficiente para voltarmos com vigor para um novo tempo de trabalho.


Cada um de nós somos embaixadores do reino de Deus. Se formos fiéis nessa missão, teremos certamente de enfrentar oposição. Será requerido de nós um grau mais elevado de perseverança. Queira o Senhor nos preservar em situações difíceis em que nossa confiança nele é provada.


O Senhor Jesus Cristo elogiou o trabalho que a igreja de Éfeso estava realizando. Elogiou também a perseverança que tiveram diante das provas (Ap 2.2-3). Contudo, ele acusou a igreja de ter abandonado o seu primeiro amor (Ap 2.4). Trabalho duro e perseverança são fundamentais na vida do povo de Deus. Porém, se não tiver amor, nada disso se aproveitará (1Co 13.3).


Sirvamos com dedicação e perseverança. Trabalhemos de todo coração e suportemos sem esmorecer as dificuldades. Mas, nunca esqueçamos de amar ao Senhor sobre todas as coisas. Jamais façamos a obra do Senhor meramente por obrigação ou por hábito. Façamos tudo sempre por amor a ele, que nos amou primeiro, e a si mesmo se entregou por nós (Gl 1.4; 2.20; Ef 5.2,25).


Nathan F. França

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo