• Nathan França

Humildade, Prudência e Controle da Boca


Estamos nos primeiros dias de distanciamento social para evitar a escalada de transmissão do COVID-19. Manter o máximo possível de pessoas em casa, segundo os especialistas, é a melhor maneira de não sobrecarregar o sistema de saúde do país e preservar os mais vulneráveis. Essa medida é, portanto, essencial para preservação da vida. Por outro lado, proibir por longo período a mobilidade social, o comércio e a indústria, poderá produzir um “tsunami” econômico que pode devastar um número muito maior de pessoas e lares brasileiros. E agora?

Nesta semana as pessoas se dividiram, especialmente após um breve discurso transmitido para todo o país via televisão e internet, do senhor Presidente da República, Jair Bolsonaro. Nele, o presidente defendeu o retorno às atividades econômicas e o confinamento apenas para pessoas do grupo de risco, visando o benefício de um número maior de pessoas. Isso, porque o percentual de mortos dentre os infectados é bastante pequeno. Numericamente falando, o presidente parece ter razão. Porém, a maneira como colocou suas palavras, falando de si para si mesmo, sem qualquer solidariedade com os infectados e as famílias enlutadas foi, para dizer o mínimo, lamentável.

O livro de Provérbios apresenta contrastes claros entre aqueles que buscam a sabedoria e os insensatos. Algumas das inúmeras virtudes daqueles que buscam a sabedoria são estas: humildade, prudência e controle da boca. Leia agora com atenção Pv 16.18-24 e observe como cada uma dessas virtudes se contrapõem a vícios como a soberba e o descontrole da língua, os quais produzem graves prejuízos.

Humildade, prudência e controle da boca são virtudes que devem ser encontradas em todos os homens e mulheres de Deus. Devemos não só esperar encontra-las no presidente, como também devemos nós mesmos desenvolve-las em nossa própria vida. Precisamos delas mais do que ninguém, para que sejamos canais de bênção na vida das pessoas e desfrutemos de paz.

“Dá-nos, ó Deus, essas virtudes. Aumenta em nós a sabedoria, por meio da tua palavra, para que sejamos mais humildes, prudentes e dóceis no falar. Essas mesmas qualidades, que queremos ver em nossas vidas, desejamos também encontrá-las em nossos governantes e em todos os que são investidos de autoridades. Ademais, amplia o alcance da tua palavra em nosso país em proporção muito maior que a transmissão do COVID-19. Essa é nossa oração, em nome de Jesus”.


Nathan F. França

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 Todos direitos reservados. Desenvolvido por Nathan França.