• Nathan França

Fé e prática



A pergunta número 5 do Catecismo Maior de Westminster é a seguinte: “O que é que as Escrituras principalmente ensinam?”. A resposta é: “As Escrituras ensinam, principalmente, o que o homem deve crer acerca de Deus, e o dever que Deus requer do homem” (Jo 20.31; 2Tm 1.13).


Como vimos anteriormente, a resposta da pergunta 3 diz que as Escrituras Sagradas são a única regra de fé e de prática. Aqui, na pergunta 5, vemos basicamente o mesmo que foi dito na pergunta 3, que as Escrituras ensinam o que o homem deve crer (fé) e o dever que Deus requer do homem (prática).


Se analisarmos profundamente a nossa vida chegaremos à conclusão de que nosso comportamento está absolutamente alinhado com as nossas crenças mais profundas. Não estou me referindo simplesmente às crenças que professamos, ou seja, que saem dos nossos lábios.


Acredito piamente que os princípios e valores que aprendemos e adotamos ao longo da vida determinam o modo como agimos. Exemplo: Eu digo com a minha boca muitas vezes que exercícios físicos fazem bem para a saúde. Digo que realmente creio nisso. Porém, tenho dificuldade em praticar exercícios físicos diariamente. Sabe o que isso significa? Que “no fundo, no fundo” eu não ponho a minha “fé” nos benefícios dos exercícios físicos, por isso não coloco em “prática” o exercício físico diariamente.


A fé determina o estilo de vida. Se cremos em coisas erradas, vivemos de modo errado. Porém, se a verdade está no mais profundo do nosso ser, nossa vida prática caminhará bem.


A Bíblia deve ser a única base para a nossa fé. Os costumes da nossa cultura, os ensinos dos nossos pais e até mesmo o que a liderança da igreja diz, devem passar pelo crivo da Palavra de Deus.

Deus se revela nas Escrituras e também nelas expressa a sua vontade para o nosso viver diário. Só a Bíblia deve apelar à nossa consciência, formar o nosso caráter e dizer-nos como andar nesse mundo de modo agradável a Deus.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 Todos direitos reservados. Desenvolvido por Nathan França.