• Nathan França

Dois em Um


Catecismo Maior de Westminster – Pergunta 41: Qual a necessidade de o Mediador ser Deus e homem em uma só pessoa? Resposta: Era necessário que o Mediador, que havia de reconciliar o homem com Deus, fosse Deus e homem e isto em uma só pessoa, para que as obras próprias de cada natureza fossem aceitas por Deus a nosso favor e que nós confiássemos nelas como as obras da pessoa inteira (Mt 1.21,23; Mt 3.17).

Duas naturezas em uma só pessoa para efetivar o bendito plano redentor de Deus. Este é um mistério de fato! Porém, é neste mistério que consiste a sustentação do evangelho. O evangelho se sustenta exatamente no fato de que Deus se fez homem para salvar o homem de sua condição de pecado. Leia atentamente Cl 2.1-9 e perceba a importância de fundamentarmos a nossa vida e a nossa fé em Cristo, homem e Deus:


Colossenses 2.1-9: “1 Gostaria, pois, que soubésseis quão grande luta venho mantendo por vós, pelos laodicenses e por quantos não me viram face a face; 2 para que o coração deles seja confortado e vinculado juntamente em amor, e eles tenham toda a riqueza da forte convicção do entendimento, para compreenderem plenamente o mistério de Deus, Cristo, 3 em quem todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão ocultos. 4 Assim digo para que ninguém vos engane com raciocínios falazes. 5 Pois, embora ausente quanto ao corpo, contudo, em espírito, estou convosco, alegrando-me e verificando a vossa boa ordem e a firmeza da vossa fé em Cristo. 6 Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele, 7 nele radicados, e edificados, e confirmados na fé, tal como fostes instruídos, crescendo em ações de graças. 8 Cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas, conforme a tradição dos homens, conforme os rudimentos do mundo e não segundo Cristo; 9 PORQUANTO, nele, habita, corporalmente, toda a plenitude da Divindade”.

Lembremos sempre que em Cristo fomos reconciliados com Deus. Ele é o caminho, a ponte, o meio pelo qual nos achegamos a Deus e somos recebidos como filhos. Em momentos de crise, nossa esperança consiste em no Rei, Deus-Homem, que possui toda a autoridade, no reino dos céus e no reino dos homens. Seu reino é de justiça e paz eternamente. Por ele temos esperança de dias melhores, não necessariamente aqui, mas certamente para sempre.


Nathan F. França

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo