• Nathan França

Como ter paz?


“Eu não consigo ter paz!”, gritou a mãe quando viu que seu filhinho tenro e único fez xixi no tapete. A primeira lição que deveríamos aprender na vida é que as pessoas são mais importantes do que qualquer outra coisa e do que nós mesmos. Porém, aprendemos desde cedo a amar a nós mesmos acima de tudo e a valorizar grandemente as coisas, em detrimento das pessoas.


Quando estamos centrados em nós mesmos, até mesmo os nossos filhos constituem empecilho para a nossa felicidade e a nossa paz. E, pasme, até Deus pode ser para nós fonte de perturbação quando as coisas não vão do jeito que queremos. Isso tudo indica uma doença terrível, mais que todas as doenças mais terríveis que já assolaram a humanidade: a idolatria do eu.


Enquanto a nossa paz depender do nosso conforto e da satisfação dos nossos desejos, continuaremos infelizes, ansiosos e irados. Por isso, aí vão 3 dicas de como viver em paz: 1) Ame o Senhor, teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todo o teu entendimento e de toda a tua força (Mc 12.30); 2) Ame o teu próximo como a ti mesmo (Mc 12.31); 3) Negue-se a si mesmo (Mt 16.24).


Aquela mãe irada com seu filhinho queria mais que tudo encontrar paz em seu próprio conforto, por isso, não conseguia desfrutá-la. Seu amor próprio a impedia de perceber a bênção de ter um filhinho saudável para cuidar e orientar nos caminhos do Senhor. Seu egocentrismo militava contra ela própria, tornando-a infeliz e irada.


A paz não é encontrada dentro da gente. Não adianta a buscarmos na autossatisfação. Pelo contrário, ela é encontrada fora de nós. Ela nos é concedida quando a buscamos nele, o Senhor da paz: “Ora, o Senhor da paz, ele mesmo, vos dê continuamente a paz em todas as circunstâncias” (2Ts 3.16).


Uma vez que encontramos paz em Cristo, somos habilitados a viver não mais para nós mesmos, mas sim como instrumentos da bênção de Deus na vida das pessoas, sem a necessidade de reconhecimento e retribuição.


Ora, o Deus da paz, que tornou a trazer dentre os mortos a Jesus, nosso Senhor, o grande Pastor das ovelhas, pelo sangue da eterna aliança, vos aperfeiçoe em todo o bem, para cumprirdes a sua vontade, operando em vós o que é agradável diante dele, por Jesus Cristo, a quem seja a glória para todo o sempre. Amém!” (Hb 13.20-21).


Nathan F. França

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

© 2020 Todos direitos reservados. Desenvolvido por Nathan França.